O verão brasileiro é uma estação com dias longos, temperaturas elevadas e muito sol, na grande maioria dos dias. Essa combinação pode deixar a pele bastante vulnerável.

Por essa razão, é indispensável tomar algumas precauções com o objetivo de manter a pele saudável. Continue a leitura e veja a importância dos cuidados com a pele no verão.

Exposição ao sol

Sem dúvida, a exposição ao sol deve ser uma das maiores preocupações no verão. Sobretudo, se for levado em consideração que o Brasil é um dos países com os maiores índices de radiação ultravioleta do mundo.

E, engana-se quem pensa que o Nordeste é a região com os níveis mais alarmantes. Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Itajubá (Unifei), Minas Gerais, concluiu que no Sudeste a incidência de radiação solar supera a do Nordeste.

O excesso de radiação ultravioleta sobre a pele pode desencadear queimaduras, manchas, envelhecimento gradativo e precoce, e até câncer de pele, o mais comum entre os brasileiros, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer).

Desse modo, é atitude de primeira importância proteger-se do sol. Além do uso diário de filtro solar, acessórios como chapéus, viseiras e óculos com lentes escuras são extremamente úteis.

Também é relevante evitar a exposição solar em horários críticos, que costumam ser das 10h às 16h.

“Cores vivas! Eu penso em nós pobres mortais.
Quantos verões, verão nossos olhares fãs,
Fãs desses céus tão azuis .”

(O verão brasileiro eternizado na canção de Gilberto Gil, Cores Vivas. Aproveitemos nosso verão, com cuidados.)

Outros fatores

O suor constante, acarretado pelas altas temperaturas incomoda e torna o hábito do banho um aliado para aliviar a sensação de oleosidade.

No entanto, lavar a pele com sabonete várias vezes ao dia remove não somente o excesso de sebo, mas também sua camada protetora, tornando-a sensível e ressecada.

Em consequência, como uma defesa natural, as glândulas sebáceas são estimuladas a produzir mais secreção do que o necessário, resultando em uma pele ainda mais oleosa.

Situação semelhante acontece quando a pele é submetida à água do mar ou ao cloro da piscina. Ambos favorecem o ressecamento, a desidratação cutânea e a retirada involuntária de seu mecanismo de defesa.

Sendo assim, cabe tomar medidas que evitem essas reações:

Não tomar banhos quentes – A água quente facilita ainda mais a remoção da gordura superficial da pele;

Manter a pele hidratada – Seja com cremes, óleos, água termal, entre outros;

Beber bastante água – Esse hábito potencializa a hidratação da pele.

As micoses são outro problema bem comum associado ao excesso de suor e a idas mais frequentes a praias e piscinas no verão. São causadas por fungos que se aproveitam do calor, umidade e baixa imunidade do indivíduo para se desenvolvem. Unhas, pés, virilhas e outras dobras são os lugares mais propícios ao seu aparecimento.

Para evitar a doença, é importante redobrar os cuidados com a pele dessas regiões, mantendo-as secas e evitando andar descalço sobre locais molhados, bem como usar sapatos fechados e apertados.

Aproveitar o verão e ter uma pele bonita e sadia é possível, desde que a rotina de cuidados seja realizada com disciplina e atenção. Ações simples, como as já mencionadas podem proporcionar resultados satisfatórios.

Se interessa por assuntos relacionados à saúde? Então, navegue pelo nosso blog e tenha acesso a conteúdos semelhantes.

É verão: cuidar da pele preserva a juventude e a saúde.
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: