Estratificação de Complexidades e Plano de Cuidados

Para tornar o trabalho dos profissionais da área da saúde mais prático, principalmente no que diz respeito à gestão e promoção da saúde, o Loggi automatiza funções que tornam o serviço diário mais ágil. Um exemplo é o que ocorre com a estratificação automática de complexidades dos pacientes e a geração do Plano de Cuidados (plano de atendimento domiciliar) referente ao tratamento dos mesmos.

Neste conteúdo, abordaremos o que é a estratificação e como funciona o programa em relação a esses itens citados e funcionalidades correlatas. Confira a seguir!

O que é a Estratificação de Complexidades?

A estratificação é um processo que efetua uma sondagem nos dados e os separa, agrupando os itens semelhantes em níveis diferentes. No caso do Loggi, o programa seleciona, ou seja, estratifica os pacientes de acordo com o risco ou a complexidade de cada caso, alocando-os em diferentes níveis ou camadas de risco, que seriam alvo dos programas de atenção à saúde ou plano de cuidados.

Na estratificação por complexidade, o Loggi separa em “camadas” seguindo a complexidade do caso do paciente, de acordo com as informações cadastradas no sistema pelo médico. A complexidade pode ser Baixa, Média, Alta ou Muito Alta.

Na estratificação por riscos, o software realiza a estratificação de acordo com o grau de risco da doença, que é um índice diferente que considera as tendências do paciente a determinados riscos, cadastrado no sistema antes da realização desse processo.

Neste texto, vamos especificar as questões relacionadas com a Estratificação de Complexidades.

Estratificação de complexidades

Diferentemente do que ocorre nos riscos (para mais detalhes sobre estratificação de riscos, consulte o texto Estratificação automática de Riscos e geração do plano ambulatorial, disponível em nosso blog), a estratificação por complexidade considera os níveis cadastrados previamente, que podem ser múltiplos, envolvendo as características das doenças e não considerando em específico as dificuldades e riscos oferecidos naquele quadro.

A classificação é cadastrada previamente, indicando no ato do cadastro o código e nome da complexidade, em quantos níveis a instituição de saúde precisar. Por exemplo: podem ser colocados códigos/graus de 1 a 5, sendo grau 1 baixa complexidade, grau 3 média e grau 5 alta complexidade. A partir desse ponto, o Loggi poderá fazer a organização dos casos por meio da classificação desses dados.

Com essas informações já processadas, o software sistematiza-as e encaixa o paciente no plano de cuidados adequado, seguindo a lista de atividades do plano em questão. Assim, ele também irá gerar a agenda dos profissionais envolvidos, encaixando nos horários disponíveis. Mas cabe ressaltar que os planos de cuidados para cada nível precisam ser cadastrados anteriormente.

Plano de Cuidados no Loggi

O Plano de Cuidados (plano de atendimento domiciliar) é voltado a pacientes em situação mais crítica. Dessa forma, o principal objetivo, além da melhoria do quadro, é a desospitalização e a melhoria do conforto do mesmo, considerando também a diminuição dos gastos hospitalares. Com a implantação desse sistema, é possível gerenciar os pacientes e a equipe médica adequadamente, de maneira mais fácil e sem burocracia.

Para cada complexidade estratificada no sistema, haverá uma lista de atividades padronizadas. As atividades dependem do tipo de categoria dos profissionais envolvidos, do tipo de atendimento e da matriz do plano de cuidados, que abrange também a frequência mínima das atividades a serem cumpridas.

Dessa forma, o Loggi precisa da configuração do vínculo da complexidade com o respectivo plano, que pode ser feita manualmente pelo Prontuário/Complexidades, ou por um registro de avaliação, que gera automaticamente a partir da pontuação das respostas dadas na avaliação. Após esse procedimento, em todos os outros casos, ele irá gerar automaticamente o plano de cuidados, após a estratificação por complexidade, o que praticamente anula a necessidade de geração manual.

Assim, a Operadora de saúde ganha em agilidade, otimização do trabalho e também no melhor acompanhamento dos pacientes, o que auxilia na melhoria do tratamento aos pacientes e na economia de recursos.

Com a estratificação por complexidade já realizada, plano de cuidados atribuído ao caso, o terceiro passo é a geração automática da agenda dos profissionais de saúde envolvidos.

A Operadora de Planos de Saúde ganha em agilidade, otimização e padronização do trabalho dos profissionais de saúde e também no melhor acompanhamento dos pacientes, o que auxilia a melhoria do tratamento aos pacientes e na economia de recursos.

Geração automática da agenda

O Loggi considera a multiplicidade de atividades já existentes na agenda e encaixa as atividades que surgem ao longo do processo, como nos planos de cuidados recém-gerados, sem necessidade de intervenção manual.

Ou seja, quando ele gera automaticamente um plano de cuidados já vinculado a uma estratificação por complexidade, ele acrescenta na agenda dos profissionais de saúde a atividade seguindo a frequência cadastrada no plano, que pode ser diária, semanal, mensal, entre outros.

O programa também expõe os dados necessários para que o profissional possa se preparar adequadamente para realizar o procedimento, como local, equipamentos, suprimentos necessários, entre outros, o que permite melhor planejamento para a execução do plano.

Além disso, nosso sistema possui diversas opções que melhoram significativamente a fluidez do trabalho das instituições que promovem a saúde e a rentabilidade do empreendimento, além de beneficiar os pacientes. Veja mais a seguir.

Loggi: Atenção à Saúde

O Loggi possui funções diversas com o objetivo de otimizar funções, facilitar o trabalho e ainda promover a saúde. Ele atua em duas vertentes: medicina preventiva e administração de negócios.

Para a medicina preventiva, é possível gerenciar ações de atenção à saúde, como atendimento domiciliar, gerenciamento de pacientes crônicos, gerenciamento de agendas, plano de cuidados, plano ambulatorial, estratificação por riscos e por complexidade, entre outros.

Quanto às atividades administrativas, inerentes ao desenvolvimento do empreendimento na área da saúde, o Loggi efetua a análise de custos e de eventos assistenciais, mapeamento de riscos, retorno do investimento, gerenciamento da carteira de clientes/pacientes e outras, sempre considerando as variáveis do nicho em questão para maior assertividade nas ações.

O software é desenvolvido pela ForMedici Tecnologia em Saúde, empresa que visa a promoção e desenvolvimento de produtos específicos para hospitais, clínicas, operadoras de planos de saúde e demais instituições da área. Conheça mais sobre a empresa e os demais produtos desenvolvidos no site: http://www.formedici.com.br/. Trabalhe com uma empresa que conhece o nicho da saúde e está comprometida com os desafios deste segmento!

Estratificação Automática de Complexidades e geração do Plano de Cuidados
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: