Você sabia que os distúrbios do sono, assim como a insônia, podem afetar diretamente a sua qualidade de vida e influenciar em uma série de questões no seu organismo? Entenda como esse tipo de patologia pode trazer malefícios para a saúde e compreenda o porquê de uma boa noite de sono ser fundamental.

Os distúrbios do sono

De acordo com o Ministério da Saúde, os distúrbios do sono mais comuns são: a insônia, que é a dificuldade de iniciar o sono, mantê-lo ou até mesmo despertar antes do horário; e a apneia obstrutiva do sono, que consiste na parada de respiração enquanto o paciente dorme, em razão de uma obstrução da via aérea e a síndrome das pernas inquietas, que é caracterizada pela agitação involuntária dos membros inferiores.
Ainda assim, há outras patologias que frequentemente aparecem relacionadas a essa questão, como o sonambulismo, os tremores noturnos e a narcolepsia, que está relacionada ao acúmulo de sono durante o dia. Em graus diferentes, cada um desses problemas pode ser prejudicial à saúde e afetar drasticamente a qualidade de vida dos indivíduos.

Os malefícios

Foi comprovado, na cidade de São Paulo, que uma a cada três pessoas tem a apneia obstrutiva do sono, como aponta a pesquisa Episono, realizada pela Universidade Federal do Estado de São Paulo (Unifesp). O número, que é bastante extremo, não causa espanto apenas pela incidência, mas também pelos males que pode trazer.
Em longo prazo, as pessoas que lidam com esse problema podem desenvolver patologias nas artérias, já que há um acúmulo de colesterol nas paredes dessa região, e ainda apresentam um maior risco de terem infarto ou sofrerem o acidente vascular cerebral (AVC).
Outra possibilidade, ainda, é de aparecerem problemas de hipertensão, aumento de gordura e dificuldades no metabolismo.
Para quem sofre com a insônia não é diferente. O problema, que atinge 73 milhões de pessoas, segundo a Associação Brasileira do Sono (ABS), afeta o emagrecimento, impede a conservação da memória, altera o metabolismo, leva ao envelhecimento precoce, interfere na produção de insulina, desregula a pressão arterial e prejudica o humor.
De acordo com a University of Chicago, inclusive, esse ato de dormir pouco ou ter privações de sono ainda é capaz de reduzir a função imune e o número de leucócitos, que são as células responsáveis por combater os corpos estranhos no organismo, como bactérias e vírus. Com isso, a facilidade de o indivíduo adoecer aumenta.
Já os que sofrem com a sonolência em excesso podem enfrentar a queda de desempenho profissional, problemas nos relacionamentos interpessoais, obesidade e ainda correm o risco de sofrerem danos físicos, uma vez que estão mais vulneráveis a acidentes quando o sono torna-se incontrolável.
Desse modo, é possível perceber que não apenas a insônia, mas também outros diferentes tipos de distúrbios podem afetar a qualidade de vida e, consequentemente, trazer prejuízos graves para o organismo e a saúde.

Etapas para dormir bem

Para o Ministério da Saúde, é importante seguir alguns passos para ter uma boa noite de sono. São eles: chegar em casa ao menos três horas antes, tomar um banho, relaxar e ir para cama apenas na hora em que for realmente dormir. Dessa maneira, atividades como ler ou até assistir televisão deitado podem atrapalhar no processo.
Outra sugestão é manter um horário regular para acordar e dormir, mesmo nos fins de semana. Com relação aos hábitos rotineiros, a orientação é que sejam evitados exercícios físicos e programas de televisão que prendam a atenção perto da hora determinada para pegar no sono. Quanto à alimentação, o ideal é reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e cafeína, além de não comer nada muito próximo do horário estabelecido para dormir.
Por fim, se o indivíduo não pegar no sono entre 15 a 30 minutos, o indicado é se levantar e distrair-se até que o sono apareça novamente.
Caso alguma alteração tenha sido percebida, é importante recorrer à medicina preventiva e procurar um médico neurologista para que possa avaliar o caso. Ter atenção à saúde, com o acompanhamento de uma boa equipe, é extremamente importante, não apenas para quem lida com problemas no sono, mas para qualquer inconstância no organismo.
Por isso, na hora de promover a qualidade de vida, a ForMedici Tecnologia em Saúde é um nome cada vez mais recorrente no mercado. A empresa é uma desenvolvedora de soluções para atenção à saúde e gestão do cuidado, oferecendo com excelência o atendimento das áreas de medicina preventiva, o atendimento domiciliar, o gerenciamento de crônicos e a atenção primária.
Tudo isso baseado em um trabalho contínuo de pesquisa e desenvolvimento que resulta na criação de parcerias responsáveis e competentes. Conheça você também os serviços prestados pela ForMedici. Acesse o site e cadastre-se no mailing. Esperamos por você!

Orientando o paciente sobre a influência da insônia e outros distúrbios do sono na qualidade de vida
Classificado como:    

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: